EAC FEA USP Vinculado ao Departamento de Contabilidade e Atuária da FEA USP Home do Observatório
Observatório USP de Educação e Pesquisa Contábil
 
Sobre o Observatório   Sobre o observatório
 
Equipe   Equipe
 
Base de Dados Bibliográficos   Base de dados bibliográficos
 
Midiateca   Mídiateca
 
Comunicações Cientificas   Comunicações científicas
 
Discuções Metodológicas   Discussões metodológicas
 
Experiência de Ensino   Experiências de ensino
 
Metodologia de Pesquisa   Metodologia de pesquisa
 
Eventos Nacionais e Internacionais   Eventos nacionais e internacionais
 
Links de Interesse   Links de interesse
 
Fale com o Observatório   Fale com o observatório
 
  Home >> Metodologia de Pesquisa >> Construção de Referências Bibliográficas
METODOLOGIA DE PESQUISA
 
Projeto de Pesquisa Estudo de Caso Glossário
Referência Bibliográfica Artigo Elucidário
Para o Pesquisador Resumo Para Reflexões
Análise de Conteúdo Bibliografia Entidades Representativas

CONSTRUÇÃO DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Prof. Gilberto de Andrade Martins

Para que serve a normalização?

A utilização de normas técnicas na elaboração de TRABALHOS ACADÊMICOS é fundamental para facilitar a comunicação e o intercâmbio da informação.
No Brasil existe a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, que é o fórum nacional de normalização. Esse órgão é responsável pela emissão de todas as normas técnicas brasileiras. A norma brasileira que padroniza as referências bibliográficas é a norma NBR-6023 (revisada em ago/2000), cujo resumo apresentaremos a seguir:

O que é uma referência bibliográfica?

“Referência Bibliográfica é o conjunto de elementos que permite a identificação, no todo ou em parte, de documentos impressos ou registrados em diversos tipos de material.” (NBR-6023)

Quando se utiliza uma referência bibliográfica?

Após a elaboração de qualquer trabalho de pesquisa, deve-se indicar todas as fontes efetivamente utilizadas. Relacionam-se as referências bibliográficas em lista própria, numerada seqüencialmente, em ordem alfabética de sobrenome de autor e título. Esta lista vai no final do trabalho, com o nome de bibliografia. Quando o autor entender necessário são relacionadas duas listas de referências bibliográficas: bibliografia consultada e bibliografia recomendada.

Como se constrói uma referência bibliográfica?

Geralmente, inicia-se a entrada pelo último sobrenome do autor seguidos dos prenomes (exceto sobrenomes compostos), da mesma forma como consta do documento. Quando não houver autoria (pessoal ou entidade), inicia-se pelo título. Nas explicações para composição das referências atentar para:

(1) As setas referem-se ao número de espaços que devem ser dados.
(2) Pode-se utilizar negrito, itálico ou sublinhado para o título.
(3) Quando se tratar de obras consultadas online, são essenciais as informações sobre o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < >, precedido da expressão: “Acesso em:”.

a) Referência para livro

SOBRENOME DO AUTOR, Nome.¯Título do livro:¯subtítulo.¯Local de publicação (cidade):¯Editora,¯data.¯Número de páginas ou volumes.¯(Nome e número da série)
Ex.: SCHAFF, Adam. História e verdade. São Paulo: Martins Fontes, 1992. 93 p.

b) Capítulo (ou parte) de livro

AUTOR DO CAPÍTULO.¯Título do capítulo.¯In: AUTOR DO LIVRO.¯Título: ¯Subtítulo do livro.¯no edição.¯Local de publicação (cidade):¯Editora,¯ano.¯Volume,¯capítulo. ¯Páginas inicial-final da parte.

Ex.: WOOD, E. Planejamento estratégico e o processo de marketing In: SILVEIRA, Antonio. Marketing em bibliotecas e serviços de informação. Brasília: IBICT, 1987. P.65-82.

b.1) Em meio eletrônico

Ex.: WOOD, E. Planejamento estratégico e o processo de marketing In: SILVEIRA, Antonio. Marketing em bibliotecas e serviços de informação. Brasília: IBICT, 1987. Disponível em <http//www.bdt.org.br/sma/entendendo/atual.htm>. Acesso em: 8 mar. 1999.

c) Periódicos (revistas) consideradas no todo

TÍTULO DO PERIÓDICO.¯Local de publicação (cidade):¯Editor,¯volume,¯número,¯mês ¯ano.
Ex.: CIÊNCIA HOJE. São Paulo: Sociedade brasileira para o progresso da ciência, v.27, no160, jun.2001.

d) Artigos de periódicos (revistas)

AUTOR¯Título do artigo.¯Título do periódico,¯local de publicação (cidade),¯no fascículo, ¯páginas inicial-final,¯mês¯ano.
Ex.: DAL PINO, Elizabete Gouveia. As fornalhas do universo. Ciência Hoje. São Paulo, v.27, no160, p.30-37, maio 2001.

d.1) Em meio eletrônico

Ex.: SILVA, M. M. L. Crimes da era digital. Net, Rio de Janeiro, nov. 1998. Seção Ponto de Vista. Disponível em: <http://www.brazilnet.com.br/contexts/brasilrevista.htm>. Acesso em 10 nov. 2001.

e) Artigos de jornal

AUTOR.¯Título do artigo.¯Título do jornal,¯Local,¯dia,¯mês¯ano.¯No ou título do caderno, ¯seção ou suplemento,¯páginas inicial-final.
Ex.: AZEVEDO, D. O presidente convida igrejas cristãs para um diálogo sobre o pacto. Folha de São Paulo, São Paulo, 22 out. 1999. Caderno economia, p.13.

e.1) Em meio eletrônico

Ex.: AZEVEDO, D. O presidente convida igrejas cristãs para um diálogo sobre o pacto. Folha de São Paulo, São Paulo, 22 out. 1999. Disponível em:
<http://www.providafamilia.org/pena_morte_nascituro.htm>.Acesso em: 22 out. 1999.

f) Documentos de eventos (congressos, seminários e encontros)

AUTOR DO TRABALHO APRESENTADO.¯Título do trabalho.¯In:¯NOME DO EVENTO,¯n.,¯data,¯local.¯Anais... ou Resumos... ou Proceedings...¯Local:¯Editora,¯data. ¯Páginas inicial-final do trabalho.
Ex.: BRAYNER, A R.; MEDEIROS, C.B. Incorporação do tempo em SEBD orientado a objetos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE BANCO DE DADOS, 9., 1994, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 1994, p.16-24.

f.1) Em meio eletrônico

Ex.: SILVA. R. N.; OLIVEIA, R. Os limites pedagógicos do paradigma da qualidade total
na educação. In: CONGRESSO DE IENTIFICAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPE, 4.,
1996, Recife. Anais eletrônicos... Recife: UFPE, 1996. Disponível em:
<http://www.propesq.ufpe.br/anais/anais/educ/ce02.htm>. Acesso em: 21 jan. 1997.

g) Teses de doutorado / Dissertações de mestrado

SOBRENOME,¯Nome.¯Título:¯subtítulo.¯Data.¯Volume ou páginas.¯Tese ou dissertação ¯(grau e área de concentração)¯–¯Unidade de Ensino ou nome da escola,¯instituição,¯local.
Ex.: BARCELOS, M.F.P. Ensaio tecnológico, bioquímico e sensorial de soja e guandu enlatados no estágio verde de maturação de colheita. 1998. 160 f. Tese (Doutorado em Nutrição) – Faculdade de Engenharia de Alimentos, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

h) Legislação

NOME DO PAÍS, ESTADO OU MUNICÍPIO.¯Nome do Ministério ou Secretaria.¯Título (especificando o tipo e o n. da legislação, dia, mês e ano da assinatura ou promulgação). ¯Título do jornal ou da coletânea,¯local,¯n. do volume,¯n. do fascículo,¯página,¯dia,¯mês ¯ano da publicação.¯Seção ou parte.
Ex.: BRASIL. Medida provisória n. 1.569-9, de 11 de dezembro de 1997. Estabelece multa em operações de importação, e dá outras providências. Diário Oficial (da) República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 dez. 1997. Seção 1, p. 29514.

i) CD-Rom’s (no todo)

SOBRENOME,¯NOME (ou INSTITUIÇÃO ou entrada pelo TÍTULO se não houver autoria).¯Título:¯subtítulo.¯Local:¯Editora ou produtor,¯data.¯Descrição física.
Ex.: EMBRAPA. Pantanal: um passeio pelo paraíso ecológico. Rio de Janeiro: Sony Music, 1990. 1 CD-ROM.

j) Videocassete (fita de vídeo)

TÍTULO Principal ¯Diretor ou Produtor ou Coordenador.¯Local:¯Produtora,¯data. ¯Descrição física com detalhes de no de unidades,¯duração em minutos,¯sonoro ou mudo, ¯legendas ou dublagem,¯colorido ou preto e branco,¯dimensão em milímetros ou polegadas,¯sistema de gravação.¯Série, se houver.¯Notas especiais.
Ex.: ENERGIA nuclear. São Paulo: Encyclopaedia Britannica do Brasil, s.d. 1 fita de vídeo (24 min), VHS, son., color.

l) Mapas

ENTIDADE. ou SOBRENOME,¯Nome do autor ou responsável.¯Título.¯Local:¯Editora, ¯data.¯Identificação do material,¯detalhes físicos como cor,¯dimensões,¯escala.
Ex.: SÃO PAULO (Estado). Secretaria de Economia e Planejamento. Instituto Geográfico e Cartográfico. Regiões de governo do Estado de São Paulo: IEC, 1990. 1 mapa, color., 70cm X98cm. Escala 1:500.000

m) Enciclopédia e dicionários

(1) NOME da enciclopédia.¯Local de publicação:¯Editora,¯data.¯Volume ou páginas.
Ex.: ENCICLOPÉDIA Delta. Rio de Janeiro: Delta, 1975. v.5

(2) AUTOR DO CAPÍTULO.¯Título do capítulo.¯In:¯Título.¯Local de publicação:¯editora, ¯data.¯Páginas inicial-final do capítulo.
Ex.: FREIRE, J.G. Pater famílias. In: ENCICLOPÉDIA Luso-Brasileira Cultura Verbo. Lisboa: Editorial Verbo, 1971. p.237.

(3) SOBRENOME,¯Nome.¯Título de dicionário.¯Edição.¯Local de publicação:¯Editora, ¯data.¯Volume ou páginas
Ex.: AZEVEDO, Domingos. Grande dicionário português/francês. 9. ed. Lisboa: Bertrand, 1989. v.2.

(4) SOBRENOME,¯Nome.¯Título:¯subtítulo.¯Local:¯Editora,¯data.¯Total de páginas, ¯ilustrado, quando for.¯Série, se existir.¯Notas especiais.
Ex.: GUIA Abril do Estudante. São Paulo: Abril, 2000. 262p. il.

(5) SOBRENOME,¯Nome.¯Título:¯subtítulo.¯Local:¯Editora,¯data.¯Série, quando existir. ¯Notas especiais.
Ex.: ALMANAQUE Abril. São Paulo: Abril, 1998.

m.1) Em meio eletrônico

Ex.: ENCICLOPÉDIA Delta. Rio de Janeiro: Delta, 1975. v.5. Disponível em:
<http:www.prodal-sc.com.br/ciberjur/html>. Acesso em: 29 nov. 1999.

Bibliografia:
MARTINS, Gilberto de Andrade. Manual para elaboração de monografias e dissertações. São Paulo: Atlas, 2000.

 
Página Anterior Topo da Página Home do Observatório Fale Conosco  
Observatório USP de Educação e Pesquisa em Contabilidade   
Av.Prof. Luciano Gualberto,908 - FEA3 - Cidade Universitária - São Paulo/SP - CEP:05508-900   
   Copyright ® 2007 EAC - FEA - USP - Todos os direitos reservados   (Desenvolvimento: Tecnologia - FIPECAFI)